Autor que juntou comprovante de endereço falso é condenado por má-fé

23.10.2019

Decisão é do juiz de Direito Hermes Pereira Vidigal, do 1º JEC de Edeia/GO.

 

Autor que juntou aos autos comprovante de endereço falso é condenado por litigância de má-fé. Decisão é do juiz de Direito Hermes Pereira Vidigal, do 1º JEC de Edeia/GO.

 

 

Em ação contra a Telefônica (Vivo), o autor juntou aos autos um comprovante de endereço que não estava em seu nome. Em virtude disso, o juiz deu prazo de 10 dias para que fosse juntada declaração do proprietário do imóvel com firma reconhecida confirmando que o requerente reside no local informando.

 

Ao analisar o caso, o juiz pontuou que, após observar o crescimento significativo de demandas desse tipo, constatou fortes indícios de fraude, já que o endereço usado no processo foi utilizado em outras ações.

 

"Há de ressaltar, que a suposta fraude foi apurada devido o exagerado número de processos da mesma natureza, protocolados pelo mesmo advogado destes autos, utilizando o mesmo comprovante de endereço para diversos clientes em ações do Juizado Especial Cível."

 

Conforme o magistrado, é assente na doutrina e na jurisprudência que a parte autora tem um dever de contribuição, de probidade, de lealdade com a parte contrária e com o Poder Judiciário.

 

"Ora, em tempos de expressivo acúmulo de demandas no Poder Judiciário munidas com comprovante de endereço falso (como é o caso dos presentes autos), a imposição de multas e penalidades à parte que faz mal-uso de seu direito de ação, constitui não só uma faculdade, mas um dever imposto ao Magistrado na condição de representante do Estado, no exercício do Poder Jurisdicional. A inércia do julgador, nesse sentido, implicaria no risco de generalizado descrédito da jurisdição, porquanto a composição justa da lide é o seu ofício."

 

Assim, condenou o autor ao pagamento de multa por litigância de má-fé.

  • Processo: 5245922.19.2018.8.09.0040

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Funcionária que teve contrato suspenso por 60 dias sem acordo prévio será reintegrada

15.04.2020

1/10
Please reload

Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Busca por Tags
 
Please reload

Alameda Santos, 2223 1º andar - Jardins - São Paulo/ SP - Brasil - CEP: 01419-912

(+55)11 3105-8213 / (+55)11 3062-1515

Rua São Benedito, 509 cj.21 - Alto da Boa Vista - São Paulo / SP - Brasil - CEP: 04735-000

(+55)11 5524-0101 / (+55)11 5523-3560

Web by Turino Design

© 2017 MSMV. Todos os direitos reservados.